Warning: Undefined array key "file" in /home/boostpropaganda.com/public/wp-includes/media.php on line 1680

Inbound Marketing

in o que?!

Afinal, o que é esse tal de Inbound Marketing?

Sua empresa não vai atrás de clientes, mas explora canais como mecanismos de busca, blogs e redes sociais para ser encontrada.

O que faz o Inbound Marketing tão eficiente e útil para empresas de todos os tipos é o seu processo de operação. Ele é bem simples de entender, e se divide em 5 etapas:

Atrair
No Inbound Marketing a equação é simples: um site sem visitas não gera Leads. Com estratégias específicas, ao invés de gastarmos energia procurando pessoas que poderiam se interessar pelo seu negócio, gastamos na construção de conteúdos dignos de atenção, atraindo um público mais engajado e com chances reais de consumir seu produto ou serviço. Para isso, deve-se usar ferramentas e ações como estas:
  1. Blog: Durante essa etapa de atração, o blog é a ferramenta principal. É através dele que o público interessado chegará até o seu negócio. Nesse sentido, é interessante criar conteúdos que esclareçam certas dúvidas dos usuários, que expliquem mais sobre o produto ou serviço oferecido, que dê dicas, e que resolvam problemas e necessidades dos clientes potenciais.
  2. SEO: As técnicas de SEO servem para otimizar as pesquisas dos usuários nos principais sites de busca (Google, Bing, Yahoo).
  3. Redes Sociais: As redes sociais também são ferramentas importantes para a atração, tendo em vista que as pessoas estão cada vez mais utilizando essas plataformas para pesquisar sobre produtos e serviços. Por isso, utilize as redes sociais para divulgar conteúdos do blog e humanizar a sua marca cultivando um relacionamento mais próximo com os usuários.
  4. Links Patrocinados: Apesar de muitos acharem que anúncios pagos na internet vão contra o principio do Inbound Marketing de atrair a atenção ao invés de comprar, um anúncio feito no momento certo pode ser bem aplicado em uma boa estratégia de Inbound Marketing.Anúncios na internet permitem muitas vezes uma segmentação bastante específica do público que se deseja atingir, o que lhe permite ser na maioria das vezes assertivo.Existem muitas formas de anunciar na internet. Vamos citar agora 3 formas bem usuais e estratégicas de obter bons resultados dentro da metodologia Inbound Marketing.
    1. Search (Anúncios na pesquisa): Um dos fatores viáveis de mostrar o valor de comprar palavras-chave no Google Ads para aparecer como link patrocinado na pesquisa do usuário é mostrar um anúncio que leva para seu site e que tenha um conteúdo relevante, que fale daquilo que usuário está buscando.Essa resposta para o usuário será o conteúdo em que ele clicará no anúncio, por isso é importante a compra de palavras-chave corretas. Além disso, os textos dos anúncios devem estar alinhados com o conteúdo do site de destino ou da Landing Page.
    2. Display (anúncios em banners na rede de conteúdo): Você também pode fazer anúncios em banners na rede de conteúdo do Google e selecionar alguns canais, sites, blogs por segmento, remarketing ou tipo de conteúdo do site para anunciar por lá e gerar visitas a partir desse banner.Uma das vantangens de usar links patrocinados para uma estratégia de Inbound Marketing é atrair visitantes para seu site, blog ou Landing Page de uma forma a curto prazo, usando como “faísca” um gatilho rápido de gerar trafego de acordo as pesquisas do usuário.
    3. Facebook Ads: Cerca de 90% dos usuários da internet estão presentes no Facebook, configurando a rede social como uma das maiores audiências da internet. Lá é possível segmentar os anúncios por interesses, gostos e comportamentos, fazendo com que você consiga ser extremamente oportuno, anunciando para um público bastante interessado.Hoje, por exemplo, o Facebook Ads é um dos nossos principais canais de aquisição de Leads via mídia paga. Por meio de rede divulgamos nossos materiais ricos, como eBooks, webinars, planilhas, templates, ferramentas etc.Entendemos que tanto o Facebook Ads quanto o Google AdWords são importantes e funcionam de maneira complementar. De modo geral, o Google Adwords é excelente para captar demanda já existente e o Facebook pode ser bem efetivo quando o assunto é gerar demanda.
Converter

Você precisa saber quem são seus visitantes.

A conversão é o segundo passo de como vender com Inbound Marketing. Após despertar o interesse do visitante e atraí-lo para o seu blog, é hora de convertê-lo em lead. Isso significa fazer com que o visitante concorde em fornecer seus dados de contato para uma futura abordagem, como nome, e-mail e telefone.

Mas o lead vai dar essas informações “de graça”? Claro que não. Por isso, ofereça algo em troca, como conteúdos exclusivos, e-books, infográficos, minicursos, palestras, etc. Os dados que ele fornecer para ter acesso a esses materiais serão muito úteis para as próximas etapas.

Relacionar

Como sabemos, nem todos os clientes em potencial estão no momento de realizar uma compra. Quando olhamos para a jornada de compra, vemos claramente que existem etapas bem definidas que devem ser respeitadas até o ponto em que uma pessoa está “pronta” para receber uma abordagem.

Para ter uma ideia da proporção em que se encontram essas pessoas ao longo do processo, Chet Holmes, autor do livro “The Ultimate Sales Machine“, traz a seguinte abordagem:

Em suma, apenas 3% do seu mercado em potencial está buscando por uma solução, ou seja, está na etapa de Decisão de Compra.

Trazendo essa abordagem para o dia-a-dia, dentro de uma base de Leads, podemos considerar que o cenário não é muito diferente: a partir da produção de conteúdo focada em diversos problemas e estágios de compra, atraímos também Leads em diversos estágios.

É aí que entra a etapa de relacionamento no Inbound Marketing: por meio de algumas estratégias como emails marketing, emails promocionais e newsletter, identificamos os estágios em que se encontram os Leads e fazemos eles avançarem na jornada, ou seja, aceleramos o processo de compra.

Vender

Todo o trabalho de geração e nutrição de Leads visa produzir demanda e gerar oportunidades de negócio para a sua empresa. Em alguns casos, o processo de vendas acontece dentro do próprio website, e em outros é necessário o contato entre um vendedor e o potencial cliente.

De maneira geral, quanto mais complexo o produto (maior o seu ticket), mais o processo de vendas tem de ser algo consultivo, concluindo o papel da nutrição de Leads de concretizar a venda.

Essa mudança de paradigmas, em que o Lead agora percorre parte da jornada de compra antes de entrar em contato com o vendedor, traz diversas implicações que estão transformando o mundo das vendas.

Uma delas é a rápida evolução das práticas de Inbound Sales nos últimos tempos, como exposto no tópico abaixo.

  1. Lead Scoring:
    Em português, Lead Scoring significa “pontuação de Leads”, e seu papel é justamente pontuar ações e informações dos Leads a fim de entender a situação da sua base e encontrar onde estão as suas oportunidades de negócio.

    A ferramenta é baseada em dois eixos, um de perfil e outro de interesse.

    O eixo de perfil busca identificar por meio das informações coletadas o potencial do Lead de se tornar nosso cliente.

    Já o eixo de interesse busca interpretar no comportamento do Lead com nossos canais e conteúdos onde ele está na jornada de compra.

    Com essas duas informações, enviamos Leads com potencial real de compra para vendas, melhorando a performance do time.

    Em vendas mais complexas, onde a jornada de compra exige um processo de nutrição mais longo e estruturado, atuar com o Lead Scoring pode dar a sua empresa poder para triplicar seus resultados, como você pode ver no webinar sobre o tema.

  2. Inbound Sales:
    O Inbound Sales (que pode ser traduzido como “vendas internas”) consiste basicamente em manter o time de vendedores trabalhando de dentro de casa e usando de tecnologias de comunicação para fazer reuniões, demonstrações e fechar contratos.

    Dessa forma, além de ser possível ter um maior controle sobre a atuação do time, temos uma grande redução de custos gerados por deslocamentos até os potenciais clientes. O CEO da Resultados Digitais, Eric Santos, tem um apresentação mostrando como o Inbound Sales pode alavancar as suas vendas.

    Da mesma forma que o Inbound Marketing traz vantagens em relação a análise e previsibilidade de resultado, o Inbound Sales também vem na linha de metrificar o funil e trazer uma visão analítica que permita a otimização sistêmica do processo de vendas.

  3. CRM:
    Trabalhar com Inbound Sales exige de vendas a capacidade de performar bem mesmo sem ter o contato pessoal com o cliente, e para isso fazemos uso ostensivo de tecnologia.

    O CRM (Customer Relationship Management) é um software para organizar, metrificar e guardar histórico de todas as negociações feitas pelo vendedor. Inclusive, unir esse histórico do vendedor com o histórico do Lead enquanto ainda nutrido por marketing melhora a abordagem e performance de vendas.

Analisar

Um dos principais diferenciais do Marketing Digital é poder avaliar precisamente seus resultados e comprovar o retorno dos seus investimentos com base em fatos. As possibilidades analíticas do Marketing Digital são responsáveis por realimentar todo o processo do Inbound Marketing.

É possível monitorar cada ação que ocorre nas interações do seu público com seus sites, posts e campanhas, o que torna o trabalho mais inteligente.

Além disso, todo o processo pode ser otimizado detectando-se as taxas que estão abaixo do esperado para direcionar os esforços do time de marketing.

Toda essa capacidade analítica do marketing é amplamente suportada por algumas ferramentas disponíveis no mercado.

  1. Web Analytics:
    Ferramentas de Web Analytics são fundamentais para as análises no Marketing Digital, tornando-se bastante presente nos sites.

    Uma das ferramentas mais conhecidas de Web Analytics é o Google Analytics. Pelo Google Analytics é possível extrair diversos dados que podem ser de grande valia para qualquer pessoa que deseja analisar a fundo sua estratégia de Inbound Marketing.

  2. RD Station Marketing:
    O RD Station Marketing é uma ferramenta completa quando o assunto é Inbound Marketing.
    Além de automatizar diversas ações como envio de emails e processamento da sua base de contatos, o RD Station fornece ferramentas para monitoramento da performance de cada componente do Marketing Digital da sua empresa.
e-book 100% grátis!

Introdução ao inbound marketing

Baixe nosso e-book e aprenda o que é o Inbound Marketing e porque ele se tornou uma grande tendência do marketing digital.

Dê um boost!

Por que escolher a Boost como sua parceira de Inbound?

A Boost oferece todo esse suporte à sua empresa, com um time completo, qualificado e experiente em planejar, executar e acompanhar estratégias de inbound com foco em alta performance e conversão.

Nossa equipe é formada por profissionais de cada segmento de atuação do marketing — além do inbound, temos especialistas em mídia paga, criação, dev, conteúdo, SEO, redes sociais, copywriting etc.

Assim, alcançamos alta performance em nossos projetos e entregamos os melhores resultados, acompanhados de perto e de forma contínua.

2astronaut-space-suit-works-laptop-space-colony-one-planets